Gestão integrada: há algo de novo no front da educação brasileira


Imagine, em uma cidade qualquer, de pequeno ou grande porte, todos os atores da cena educacional – Secretário(a) de Educação, Diretores, Professores e os próprios estudantes – trabalhando juntos por um único objetivo: levar TODOS os alunos a obterem altos níveis de aprendizagem. Sonho? Não.

Nos sistemas públicos de ensino de cidades tão diferentes quanto S. José dos Campos-SP (em uma das mais ricas regiões do Brasil) e Carbonita-MG (em pleno Vale do Jequitinhonha), o fantasma da má qualidade da educação vem sendo exorcizado, de forma extremamente eficaz. O milagre tem nome: SGISistema de Gestão Integrado, uma metodologia de gestão que integra sistemicamente os esforços de todos os envolvidos na lida educacional, de modo a concentrar toda a energia do sistema educacional no alvo “alto desempenho dos alunos”.

Em síntese, funciona assim: com o apoio de consultoria especializada, a Secretaria de Educação define sua Visão, Missão, Finalidade e Metas relacionadas à aprendizagem; em processo estruturado e também acompanhado pela consultoria, estes elementos são desdobrados, primeiramente para cada escola (através dos diretores), para as salas de aula (através dos professores) e, o que é mais bonito: em poucos meses, cada aluno está elaborando sua Visão e Missão como estudante e suas próprias metas de aprendizagem, tornando-se “gestor” do seu próprio processo de aprendizagem.

Os resultados são os mais auspiciosos: Funilândia, uma cidadezinha de pouco mais de 3.000 habitantes, na região central de Minas Gerais, foi a campeã estadual nos testes padronizados de Matemática, aplicados pela Secretaria de Educação; Ouro Branco-MG e S. José dos Campos acabam de receber prêmio nacional de qualidade na educação. E, como estes, há vários outros exemplos. Outro aspecto interessante: aos poucos, estas cidades vão-se transformando no que chamo de “pólos de turismo pedagógico”, recebendo continuamente delegações de educadores e prefeitos de outras cidades e estados para saber “o que, afinal, anda acontecendo aqui”. (Na foto, educadores e Secretários de Educação visitam Funilândia-MG).

Por ter usufruído por vários anos, como Diretor de escola, dos benefícios e resultados desta metodologia de gestão, tenho contribuído prazerosamente na sua divulgação, junto a Prefeituras, Secretarias de Educação e instituições privadas de ensino . Se quiser mais informações, é só mandar-me um e-mail: lucio@luciofonseca.com.br

Sem comentários
Comente