URGENTE: PRECISAMOS DE UM CHURCHILL
Os recentes acontecimentos no Rio de Janeiro podem ser vistos por duas óticas. Uma de curto alcance: a vitória das forças policiais sobre os traficantes; outra de longo alcance: a possibilidade real de uma mudança sócio-comportamental de enormes proporções. Mais do que “botar pra correr” uma chusma de bandidos, a ação combinada recobrou no Rio – e, por extensão, no país – o sentimento de que a mão forte da lei e do estado de direito é mais poderosa que as que empunham fuzis contrabandeados do Paraguai. O sentimento de que é possível acreditar em não ter mais “cidades proibidas”...
Esquisitices Eleitorais
No passado, quem votou em Hélio Costa fez de Wellington Salgado Senador. Hoje, quem vota em Fernando Pimentel elege Virgílio Guimarães, pois Pimentel (a ser eleita Dilma) é o primeiro ministeriável. Quem vota em Aécio Neves, está elegendo Elmiro Nascimento Senador, pois espera-se que, dentro de 4 anos, Aécio seja candidato a Presidente. Quem vota em Itamar Franco elege Zezé Perrela  – Presidente do Cruzeiro – como Senador, se Itamar for convocado para o Ministério por um eventual Presidente Serra. Sem entrar no mérito da qualidade dos suplentes, há alguma coisa errada com esta prática. Na maior parte dos casos...
Minas Gerais 2010: compreendendo o momento eleitoral
Prezados e Prezadas, Dando sequência à reflexão que fiz,  em texto anterior, vai aí minha leitura da questão eleitoral em Minas Gerais, Estado onde vivo. Para os muitos amigos e amigas dos outros estados, pode servir como parâmetro para avaliação de sua realidade. Mais uma vez, vão minhas desculpas por tratar publicamente de um tema de foro íntimo: voto.  A idéia é contribuir, apresentando uma visão sistêmica e supra-partidária. Diferentemente do plano nacional – onde não consigo perceber claramente a existência de um projeto articulado para o país (somente políticas e ações esparsas, algumas muito boas, outras nem tanto), Minas...
Brasil 2010: Compreendendo o momento eleitoral
Prezados e prezadas, Como podem conferir no texto que escrevi em maio de 2006 – “Gestão Pública: definindo o Norte para uma nau sem rumo” – http://www.ffdigital.com.br/?s=nau+sem+rumo – (corria um dos vários grandes escândalos que há séculos povoam a  gestão federal), não acredito no modelo de “democracia” e de gestão pública que temos. Independente do Presidente ou partido que esteja de plantão. Assim, neste momento eleitoral, em que é delicado emitir opiniões (que facilmente serão confundidas com defesa do partido tal ou ataque ao partido tal), sinto-me no dever  de expor uma reflexão que tenho feito nos últimos dias. Vai...
Pandora é aqui
Créditos fotos: 1 e 2: Mundo submarino – imagens da Internet, contidas no PPS Underwater – Adriana; 3 e 4: Lençóis Maranhenses e Floresta Amazônica: Lúcio Fonseca A boa ficção científica tem este efeito: projetando-nos no futuro, faz-nos refletir sobre o presente. Pandora – a lua de natureza luxuriante e em perfeita harmonia – mostrada no imperdível filme Avatar - é aqui. Faz sentido destruí-la por aboluta ignorância (produção desnecessária e descarte absolutamente inconsequente de lixo, esgotamento dos recursos oceânicos, matança dos rios por destruição das matas ciliares e lançamento de agrotóxicos, mercúrio e resíduos industriais) ou em troca de mais...
(Des)aquecimento global: pequenas atitudes individuais, grandes resultados gerais
Mudar a curva do aquecimento global não é tarefa exclusiva dos governantes e das grandes empresas. Cada um de nós pode fazer muito mais do que imagina. Sem grandes sofrimentos e até economizando um bom dinheiro....
Cop 15: buscando a saída do beco
A partir da Revolução Industrial, o mundo entrou num ciclo de desenvolvimento vertiginoso, cujos benefícios são inegáveis, mas com efeitos colaterais inimagináveis. Simplesmente, estamos “contratando” a destruição da casa que nos abriga, ao sobrepor o interesse econômico – importante e necessário – aos interesses ambientais e sociais, que são vitais para a sobrevivência e a qualidade de vida. Afrontando os interesses ambientais, exaurimos os recursos naturais, poluímos os rios, devastamos a biodiversidade e expelimos quantidades exponencialmente crescentes de gases do efeito estufa, provocando artificialmente o aquecimento do planeta e, consequentemente, dramáticas mudanças climáticas. Tal desvario, já não há mais dúvidas,...
Implantar um ERP ou escalar o Everest: da euforia ao drama; do drama à satisfação
Informatizar a organização, para “ter informação na ponta dos dedos”, é como realizar o sonho de ver o mundo do topo do Everest: visão ampla, abrangente, sistêmica, e com domínio dos detalhes. Mas, assim como não se resolve, numa 6ª feira à tarde, que “já que não tenho nada pra fazer no fim de semana, vou escalar o Everest”, para implantar sistemas informatizados robustos e sofisticados, como os ERP – Enterprise Resource Planning, considerados como a base necessária para a o desenvolvimento da “inteligência dos negócios”, é .preciso preparar-se. E muito bem. Não são poucos os casos de insucesso e...
QUALIDADE E PRODUTIVIDADE NO SISTEMA EDUCACIONAL
Em poucas décadas, o mundo se transformou por inteiro. Conceitos e verdades se evaporaram, novos conceitos e novas verdades se criam e se recriam a espaços de tempo cada vez mais curtos, movidos pela energia criativa da juventude, pela globalização e o big bang tecnológico. No entanto, alheia às dramáticas mudanças e à ebulição à sua volta, a Escola continua, em muitos casos, privilegiando a mera acumulação de informações (ou pior, de dados), tarefa inútil para uma sociedade que não é mais industrial. Inúmeras são as exigências para os atuais e futuros profissionais: alta competência em leitura e escrita, alta...
Ignância: um novo vocábulo para um velho problema
Não entendo a polêmica “A Amazônia é propriedade do Brasil ou do mundo?”. Em breve (muito breve, infelizmente), o que haverá é apenas uma Amazônia virtual, em 2D, plana, pois a cobertura vegetal terá desaparecido. Trabalharão, então, por algum tempo, com mais facilidade e vigor, as mineradoras, carcomendo o chão até restar apenas o nada. Terra vermelha, batida pelo vento. Quem vai querer? De hora em hora, parte significativa daquele extraordinário bioma vai embora. Esburaca-se o pulmão do mundo, vende-se o corpo da floresta – levando junto sua alma - altera-se o clima local e planetário, liqüidam-se inúmeras espécies da...
< 1 2 3 4 5 6 >